Cotidiano

8 ou 80 – Sobre a Lei Seca

Posted on: 30 Junho, 2008

Há uma semana uma notícia estampa os principais jornais do Brasil: a Lei Seca. Exagerada para uns, na medida certa para outros, o fato é que ela é uma das mais rígidas do mundo. Hoje vou tratar desse assunto de uma maneira muito particular. Vamos lá.

Sábado a noite, um grupo de quatro jovens amigos resolve se encontrar no bar de sempre. Estão em um carro e todos com suas respectivas carteiras de motorista. Horas depois, na hora de voltar para casa, estão alcoolizados e ninguém em condições de dirigir. O que fazem? Poem em jogo a vida e  elegem um “camarada” para guiá-los até onde a sorte permitir. Confiantes pelo efeito do álcool em seu sangue, o carro capota várias vezes e bate no primeiro poste que aparecer pela frente. Nenhum sobrevivente. Quatro famílias absurdamente afetadas pela dor repentina que uma morte completamente evitável poderia causar.

Histórias assim não acontecem somente na minha imaginação, elas infelizmente são comuns nos finais de semana. E, acredito eu, que graças a essa Lei Seca podem tornar-se cada vez mais raras. A punição para quem dirige alcoolizado, a meu ver, deve ser severa sim. Qualquer pessoa tem a mínima noção que guiar um carro sem estar em perfeitas condições é um grande risco não só ao irresponsável atrás do volante, mas também às pessoas na rua. Fico extremamente irritada ao ver gente (ainda que levemente bêbada) dizendo “eu tô bem, dá pra chegar em casa sim”. Não, não dá pra chegar em casa, não dá pra chegar a lugar algum com um país onde direção e bebida se misturam para formar a mais terrível tragédia nas ruas e estradas. Por isso sou totalmente a favor da rigidez dessa Lei Seca.*

Por outro lado…

Alguém que come dois bombons de licor pode ser considerado bêbado? Ele apresenta risco ao volante? Para os novos padrões dos bafômetros após esta lei sim. O tolerado a partir de agora é 0,1 mg de álcool por litro de ar expelido. Depois de dois bombons, quando realizado o teste do bafômetro, a taxa encontrada é de 0,21 mg/L, o que já renderia pro camarada uma nada doce multa de R$ 955 e sua carteira de habilitação suspensa por um ano. Já dizia o ditado “em toda regra há uma exceção”, mas imagine se a cada caso de suspeita de alcoolismo no trânsito a Polícia tivesse que reavaliar separadamente a situação, e se fosse possível, suavizá-la. Isso aqui viraria Brasil, Casa da Mãe Joana! Cada caso é um caso, então acredito que se a Lei fosse suficientemente severa para pegar o safado bêbado na madrugada de sábado sem atingir o camarada fã de bombons de licor seria o ideal, o equilíbrio perfeito. Mas quem sabe um dia…

 

* PS: antes que alguém pense que sou contra o álcool ou sair para beber com amigos, já aviso que pelo contrário, sou totalmente a favor. Mas ao invés de se arriscar, vamos deixar um do grupo 100% sóbrio pra poder levar todo mundo pra casa com segurança, né gente…

1 Response to "8 ou 80 – Sobre a Lei Seca"

é, arrume um amigo crente ou com cirrose, ai vc nunca mais vai se preocupar com quem vai dirigir.

quanto tempo sem atualizar né?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Entradas Mais Populares

Junho 2008
S M T W T F S
« Maio   Jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Páginas

*

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.

%d bloggers like this: