Cotidiano

Educação nossa de cada dia

Posted on: 1 Julho, 2008

Como alguns leitores devem saber, eu sou uma pessoa calma. Bem calma, inclusive. Poucas coisas me tiram do sério, dentre elas acordar atrasada, internet lenta, ficar no ponto de ônibus mais do que 3 minutos e quebrar a unha bem no toco do dedo. Mas mais do que tudo isso junto, o que realmente me irrita são pessoas mal educadas. Elas sim têm o poder de me tirar do meu estado zen para o estado “você não me conhece!!! vou acabar com a sua vida!”. Pois bem, relatarei a partir daqui a minha indignação com esse tipo de gente.

Como todos sabem, o metrô de SP, no horário de pico, não é um do lugares mais agradáveis de se estar (sim, eu sempre tenho histórias sobre isso pra contar). Já vi em uma reportagem do glorioso Caco Barcellos que nesses lugares costuma-se encontrar 9 pessoas por metro quadrado. Pelo amor de Deus, né. Mas voltando, hoje pela manhã, quando eu ia no sentido Barra Funda, deparo-me, dentro do aperto do vagão, com uma mulher com seus 30 e poucos anos irritadíssima por estar lá (como se o resto das pessoas estivessem felicíssimas em estar ‘enlatadas’ naquele lugar). Quando o metrô freou bruscamente, um senhor ao lado dessa moiçola se desequilibrou e acabou se apoiando justamente nos seios dela (proposital?). Foi o suficiente para a cidadã se manifestar aos berros, despertando a curiosidade de todo o vagão. “Você não me respeita, não?? Você tem idade pra ser meu pai, seu velho babão!”. Assustado e igualmente admirado com a reação da louca, o senhor se defendeu dizendo que havia sido sem querer, que o metrô estava lotado e não tinha onde se segurar, que ele jamais destrataria uma mulher porque ele sabe ser educado, diferentemente dela. Algumas pessoas o apoiaram, outras julgaram-no inconveniente, mas eu, da visão que tive da cena, acredito que foi totalmente acidental.

Educação é um dos princípios básicos do ser humano, deveria ser a primeira lição ensinada. Depois disso, aquela estressada mal-humorada também deveria saber que incidentes acontecem e que ela não era a rainha da cocada de Taubaté.

1 Response to "Educação nossa de cada dia"

Ah, quer andar de metro e num quer ser encoxada?

vai de táxi com a angélica minha filha

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Entradas Mais Populares

Julho 2008
S M T W T F S
« Jun   Ago »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Páginas

*

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.

%d bloggers like this: